Criado primeiro carro do mundo guiado pela mente

carro-controle-mente-close-3

O que parecia impossível, os cientistas da Universidade Nanai, em Tianjin, na China, tornaram realidade.

Eles criaram o primeiro carro do mundo guiado pela força do pensamento.

Foram dois anos de desenvolvimento.

O veículo usa um dispositivo acoplado à cabeça do motorista, que é capaz de interpretar os sinais cerebrais.

Só que ainda não é possível reproduzir no veículo a mesma agilidade e mobilidade de uma condução normal.

Por enquanto, o motorista que usar o veículo pode emitir comandos mentais para o guiar para a frente e para trás, bem como parar, frear e destravar o carro – tudo sem usar as mãos, ou os pés.

Estrutura

O dispositivo que reconhece os sinais cerebrais conta com 16 sensores de eletroencefalogramas, ou EEG, que são responsáveis por capturar os sinais emitidos pelo cérebro.

O software especial desenvolvido pelos pesquisadores trata então de ler esses sinais, interpretá-los e traduzi-los – o que resulta no controle do veículo.

Sem fio

“Os sinais do EEG são capturados pelo equipamento de leitura cerebral e transmitidos por uma ligação sem fio ao computador”, explica Zhang Zhao, um dos investigadores, em entrevista à Reuters.

“O computador processa os sinais para categorizar e reconhecer a intenção das pessoas, e traduz os sinais para o comando de controle do carro”, diz Zhao.

O líder da equipe, Duan Feng, professor de Engenharia de Controle e Computadores da Universidade de Nanai, acredita que o mecanismo foi desenvolvido para ajudar os seres humanos.

Feng considera que no futuro o sistema pode trabalhar em conjunto com carros autônomos.

“No nosso projeto, os carros servem os humanos ainda melhor”, acrescenta o professor.

Acidentes

Feno garante ainda que não há qualquer fundamento sobre possíveis acidentes causados por motoristas distraídos, quando controlam o carro com o cérebro.

Isso porque a concentração do motorista só é necessária precisamente quando é chamada para a realização de uma ação concreta, como a mudança de faixa, ou freada.

Compartilhar...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+